Esp/ Eng/ Port

Reunião de negociação não avança; patrões se recusam a dialogar


Em mais uma tentativa de encerrar as negociações da Convenção Coletiva de Trabalho de hoteis, bares, restaurantes e similares de Região (data-base 01/05) e Ponta Grossa (data-base 01/10), ontem, 08, em solicitação requerida pelo Sindehtur, na sede da Superintendência Regional do Trabalho no Estado do Paraná e com a mediação do chefe da Seção de Relações do Trabalho, Luiz Fernando Favaro Busnardo, reuniram-se com os representantes da entidade patronal afim de encontrar um denominador comum a cerca das CCT’s.

No entanto, o encontro que ocorreu em Curitiba e durou aproximadamente 1h15, mostrou mais uma vez o desinteresse por parte dos patrões e o descaso com aproximadamente 15 mil trabalhadores abrangidos. No encontro, nenhuma proposta foi realizada, bem como, se negaram a tratar qualquer questão relacionada as Convenções Coletivas citadas acima. Mesmo com a aproximação da data-base de 2018 e a necessidade de acelerar as negociações, utilizam como argumento para tal omissão a mudança na presidência do sindicato patronal.

“É um desgaste desnecessário.  Estamos tentando dialogar e buscar de todas as formas uma solução condizente com a realidade do país. Nosso papel é o de defesa dos direitos dos trabalhadores representados e não podemos nos calar ou achar que isso é normal”enfatiza o presidente do Sindehtur, José Guimarães.

Uma nova reunião está agendada para o dia 25 de fevereiro, desta vez, em Ponta Grossa. Caso não haja definição no período, novo encontro será realizado no dia 08 de março com nova mediação do Ministério do Trabalho.